Roteiros

Downhill na Estrada da Morte

Veja as dicas do Henry Yanamoto



NÃO É MAIS TÃO PERIGOSO..... A verdadeira Death road já era, uns 5 anos atrás construíram mais uma estrada, que os carros e caminhões estão utilizando agora... antigamente os carros e bikes andavam todos juntos por isso tinha muito acidente, no dia que eu fui passou somente uns 5 carros em 2 horas de estrada (sem contar a parte asfaltada), por isso não considero muito perigoso e sem contar que o guia sempre vai na frente do resto do grupo, por isso na maioria dos acidentes fatais é o guia que se choca com o carro.

visitado em março de 2015

Vamos comprar o tour? Os preços variam entre 300 a 900, depende da qualidade da bike que você alugar, eu comprei o tour com a companhia Xtreme por 420 depois, com uma bike relativamente boa, isso incluindo capacete, cotoveleira, joelheira, a roupa que estou na foto, café, almoço, pick up no hostel, camiseta e dvd.

A death road não é um trajeto fácil se você não tem intimidade com a bicicleta, mas como eu tinha o costume de pedalar toda semana, não achei muito perigoso, e se eu fosse fazer de novo apenas compraria o tour e a bike mais barata hahahaha, bom não posso afirmar que isso é uma boa ideia pois minha bike tinha suspensão boa, então não fiquei dolorido no dia seguinte.

Ps: tem tour que não oferece nem joelheira e cotoveleira, por isso custam 300 e não creio que inclua o dvd e a camiseta por esse preço... mas pelo menos inclui o capacete.

Minha experiência:

O tour foi praticamente assim: nos pegaram 6am no hostel em La Paz, dirigimos por volta de 2h para o começo à uns 4mil metros de altura em Coroico, onde tomamos um café meia boca... o começo é pavimentado pelos primeiros 30 mins, depois disso as bikes voltam para a Van pois tem 8km de subida, e depois disso só descida por 2h, a estrada é até que larguinha na maior parte dos trechos, mas tem algumas partes mais estreitas à beira do precipício onde caso você caia é adios ! No final do tour te levam para um restaurante buffet meia boca no meio do mato e com muitos mosquitos, levei umas 25 picadas lá... Leve repelente.

Dicas extras:

1 o guia aconselhará não levar sua câmera no bolso (me arrependo muito pois as fotos estão podre), e te assustará um pouco, eu não levei porque o case da minha gopro ta quebrado e podia molhar, pois passa debaixo de umas cachoeiras, mas se você tem uma câmera a prova d'agua pode levar, não tem perigo (a não ser que você caia e esmague a câmera).

2 a maioria dos acidentes acontecem entre amigos, por causa de conversa e por tentar tirar selfie enquanto pedala

O que levar:

- tênis e um calçado extra pois irá molhar

- um par de meia extra

- óculos de sol

- protetor solar

- repelente

- câmera a prova da agua

- camiseta extra

- toalha caso queira entrar na "piscina"

Caso esteja chovendo aí sim pode ficar perigoso, tenha atenção redobrada em casos de chuva.
Colaborador: Henry Yanamoto Curta sua página no facebook: https://www.facebook.com/ninjastravel

Video deste Mochilão aqui:


Comentários

Se você acha a aventura perigosa, tente a rotina, é mortal.

Nas Trilhas: Nunca tire nada além de FOTOS, Não deixe nada além de PEGADAS, Não mate nada além do TEMPO, e não leve nada além de BOAS LEMBRANÇAS.
Não importa qual o passeio, leve sempre seu saquinho para acumular seu lixo. E JAMAIS jogue bitucas de cigarro acesas nas matas.

Estradas e Trilhas - Todos os direitos reservados. Desde 2011